REDE CPLPAV

Notícias

23-05-2016
DOCTV CPLP II: POR PARTE DE PAI FINALIZA AS FILMAGENS ESTA SEMANA

"Por Parte de Pai" é investigação sobre o significado de morrer de emoção.



Começaram em abril as filmagens do telefilme documentário “Por Parte de Pai”. O projeto vencedor do Concurso Nacional de Seleção do programa DOCTV CPLP II no Brasil. O filme é dirigido por Guiomar Ramos, com produção executiva de Giovanni Francischelli e direção de produção de Lívia Perez.

Nesse telefilme de 52 minutos, destinado às televisões públicas dos países-membros da CPLP,  a diretora Guiomar Ramos revê a trajetória de seu pai Vitor Ramos, buscando entender o significado de morrer de emoção. Vítor foi um ardoroso militante político português e desde jovem se engajou na luta contra a ditadura portuguesa. Exilado no Brasil, reuniu os anti-salazaristas e organizou uma oposição através do jornal Portugal Democrático. Seu aniversário de 54 anos, em 25 de abril de 1974, coincidiu com a Revolução dos Cravos, mas um aneurisma cerebral, naquela mesma semana, acabou com o sonho de rever seu país após 20 anos de exílio.

Segundo Guiomar Ramos, o que fez decidir pela realização deste projeto, “foi a necessidade de um acerto de contas comigo mesmo e com o mundo. O filme deve fazer jus à memória de Vítor Ramos, um ativista político que durante toda sua vida lutou pelo fim do regime de Salazar em Portugal, mesmo estando exilado. Por ter sido sempre um exilado, e também por não ter retornado à sua terra natal depois da Revolução dos Cravos, seu nome ficou desconhecido tanto aqui no Brasil como em Portugal.”




A equipe vêm captando material desde 2013 e durante esses anos já fez entrevistas com nomes como Antonio Cândido, sociólogo, literato e professor universitário brasileiro; Miguel Urbano jornalista e escritor português; e Fernando Lemos, pintor, artista gráfico e fotógrafo luso-brasileiro, antigos colegas de Vitor Ramos.

Nas últimas semanas a equipe esteve na Europa visitando lugares que marcaram a trajetória de Vitor, como sua cidade natal (Ervedal da Beira), e Lisboa e Paris, cidades onde residiu. A última etapa da produção será na cidade do Rio de Janeiro, no fim desta semana.




A estreia nas televisões públicas dos países-membros da CPLP está prevista para 2017.

Acompanhe outras notícias sobre o documentário pela página da Doctela no facebook: www.facebook.com/doctelamidiacom